Fecomercio

Zé Ricardo cobra da Aneel fiscalização na Amazonas Energia por constantes desligamentos

Por Anderson Cleuber em 30/04/2021 às 15:48:33

A cidade de Manaus vem sofrendo com contínuos desligamentos de energia elétrica, como também alguns municípios no interior do Amazonas, sendo motivos de reclamação e preocupação por parte dos usuários. situação recorrente que pode se caracterizar em descontinuidade do serviço público, sem que os consumidores saibam as razões dessas falhas, sem os respectivos descontos na fatura, causando prejuízos às empresas e à população.


Com o objetivo de evitar problemas mais graves e que os consumidores, pessoas físicas e jurídicas do Estado do Amazonas, padeçam com a falta de um serviço considerado essencial, o deputado federal Zé Ricardo (PT/AM) solicitou na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), via ofício, fiscalização para verificar investimentos, custo da tarifa, qualidade e segurança na prestadora de serviço de distribuição de energia elétrica do Estado do Amazonas e, em particular, de Manaus.


"Tenho recebido muitas reclamações da população. Daí lembro que, no ano passado, ainda em plena pandemia, acompanhamos o apagão que ocorreu no Amapá e que deixou as famílias por vários dias sem energia e com as consequências diárias dessa falta. E tudo começou com quedas reiteradas e a falta de explicação pública por parte da fornecedora, resultando em sofrimento evitável para população daquele Estado. Assim como nesse Estado, a interrupção cotidiana no fornecimento de energia em Manaus, sem explicações plausíveis, em particular, ocorreu justamente após a privatização do serviço distribuição", declarou Zé Ricardo.


Assim, ele voltou a criticar e a afirmar que as privatizações são a entrega do patrimônio público aos interesses do mercado, sendo a Eletrobras uma empresa que gera lucro ao país. "E sabemos que nesse processo, além dos desempregos, temos como consequência o reajuste da tarifa elétrica e a falta de qualidade no serviço, como no caso do Amazonas, sem os investimentos efetivos para se chegar em todas as comunidades do interior. Venderam a Amazonas Energia por irrisórios R$ 50 mil, mas que valeria milhões. Agora, estão propondo privatizar toda a parte de geração de energia, que, certamente, terá outro grande impacto na tarifa paga pela população".


Em fevereiro deste ano, o Governo Federal enviou ao Congresso Nacional a Medida Provisória (MP) no 1031/21, que trata sobre a desestatização da Eletrobras. Com o propósito de minimizar os impactos desse processo, Zé Ricardo apresentou 21 emendas a essa MP, sobretudo, para garantir empregos, estabilidade profissional e direitos dos trabalhadores, possibilitar que a União intervenha em questões de interesse social e não permitir aumento da tarifa de energia no país, prejudicando mais ainda a população, que já sofre com as consequências da pandemia da Covid-19. Nessa defesa, ele participará, às 18h de hoje (hora Manaus), da live "Salve a Amazonas GT, Salve a Energia", com representantes do setor elétrico brasileiro, inclusive, dos movimentos sindicais. Acompanhe: facebook.com/SalveaEnergia.



Fonte: Assessoria de Comunicação do deputado José Ricardo (PT/AM)

Carreira Brilhante
UNIODONTO